Nós utilizamos cookies para melhorar o nosso site e a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar no site está a concordar com a utilização de cookies. Encontra aqui mais informações sobre privacidade.

Aceitar.

O QUE É REALMENTE
IMPORTANTE PARA NÓS

Todos nós temos um só planeta e cada um – bem como cada empresa – deverá fazer o que está ao seu alcance para proteger esta Terra da melhor maneira. Assim, na RONAL GROUP implementámos um sistema de gestão ambiental com certificação DIN EN 14001 e de gestão de energia DIN EN 50001. Também colocamos as mais altas exigências aos nossos fornecedores. Assim, já adquirimos 50% do nosso alumínio a membros da “Aluminium Stewardship Initiative” (ASI). Desde Abril de 2018 que a RONAL GROUP é membro da ASI.

Produzimos de forma energeticamente eficiente
Em foco está, na RONAL GROUP, a produção central respeitadora do meio ambiente em instalações energeticamente eficientes. Com os novos sistemas de tratamento térmico e um projeto piloto para aproveitamento das perdas de calor nos fornos de fusão conseguimos reduzir o nosso consumo de energia no exercício de 2016/17 em 27000 MWh ou 6300 toneladas de CO2.

Eficiência energética Meio ambiente

  • Objetivos com vista à redução

    O NOSSO AMBIENTE –
    ONDE MENOS É SEMPRE MAIS

    Devemos às gerações futuras proteger ativamente o nosso clima. Por isso, o objetivo declarado da RONAL GROUP é, até 2030, reduzir em 50% relativamente ao ano de 2016/17 as nossas emissões de CO2 relativas derivadas da própria criação de valor. Assim, em todas as áreas de negócio, a empresa toma medidas para aumentar a eficiência energética e diminuir as emissões de dióxido de carbono relevantes para o clima. Mas também a obtenção de corrente de energias renováveis com garantia de proveniência ou a possibilidade de produção própria de eletricidade solar ou eólica estão sob o foco. Além disso, a par dos balanços ambientais das fábricas desde o ano de 2015/16, são elaborados e analisados também balanços de CO2 das fábricas com os causadores relevantes. Com definições de objetivos anuais e uma gestão ambiental sistemática, diminuímos o consumo de recursos e reduzimos os resíduos em todas as nossas unidades mundiais.

    Indicadores de desempenho:

    • Consumo de energia, gás e corrente
    • Emissões de CO2 (Scope 1 e 2)
    • Utilização de água
    • Esgotos
    • Resíduos – totais, resíduos perigosos, resíduos para reciclagem, resíduos para eliminação
  • Marcos da proteção ambiental

    COMPREENDEMOS CEDO –
    E TEMOS SEMPRE MELHORADO

    As nossas medidas de proteção ambiental iniciam-se logo em 1975, com a introdução de tintas em pó ecológicas para o primário aplicado nas jantes. Seguiram-se diretivas ambientais internas em 1992 e a construção de edifícios compatíveis com o ambiente. Desde 2016, agrupamos as nossas medidas de sustentabilidade no conceito próprio global de sustentabilidade PLANBLUE. Na RONAL GROUP, desde o início que, a par da nossa viabilidade económica, atribuímos grande importância às questões ambientais. Encontra aqui um resumo dos nossos avanços contínuos:

    Aprender mais

  • Projetos

    A RONAL GROUP –
    ONDE BOAS IDEIAS SE TORNAM GRANDES PROJETOS

    De que vale a teoria ambiental, se ela não corresponder às nossas altas exigências de funcionalidade prática? Nada. Contamos-lhe aqui como convertemos projetos de sustentabilidade em realidade:

    A jante RONAL R60-blue

    Trabalhamos permanentemente na melhoria da eficiência de materiais e energética dos nossos produtos e investimos na investigação e desenvolvimento de jantes sustentáveis. O melhor exemplo: R60-blue, a primeira jante para automóveis ligeiros concebida e fabricada com base em princípios sustentáveis e tendo em consideração o ciclo de vida completo – desde o aprovisionamento de material e passando pelo desenvolvimento do design, a produção e o transporte até à eliminação.

    Outros projetos:

    • Preservação dos recursos na fábrica de Pardubice, na República Checa, através de ultrafiltração
    • Redução do consumo de energia na fábrica de Waldenburg, na Polónia, através do aproveitamento do calor residual da fornalha.

    Aprender mais